A matéria discute as diferenças entre universidades brasileiras públicas e privadas, além de constatar o crescimento da rede privada nos últimos anos. O artigo também reflete sobre a política de cotas, a qual, desde setembro último, obriga todas as universidades públicas a garantirem que, até 2016, metade de suas vagas serão ocupadas por estudantes oriundos da rede pública. Resultados obtidos por algumas universidades públicas que já implementaram política de cotas nos últimos anos são discutidos.

Clique aqui para ler o artigo na íntegra.