1 Introdução

         O objetivo deste manual é apresentar um conjunto de informações que facilitem o período de adaptação à vida no Reino Unido (Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte).[1] As informações aqui presentes são resultado da coleta de material em fontes variadas (guias, revistas, websites etc.) e de sugestões dos nossos associados, tendo como base documento similar elaborado em 1984. Essas informações são periodicamente revisadas, incorporando novos dados e contribuições.

Muitos termos foram propositalmente apresentados em inglês. Quando possível, procuramos estabelecer paralelos com as estruturas que temos no Brasil. Tentamos igualmente dar uma ideia de valores para que os interessados possam se guiar melhor. Entretanto, como existe inflação também nesta parte do mundo, é sempre importante verificá-los novamente, pois podem ocorrer variações em relação aos que nós indicamos.

Outras fontes úteis de informação oferecidas pela ABEP-UK são a sua página na internet (www.abep.org.uk) e sua lista de discussão (inscreva-se mandando mensagem para abep-l-subscribe@yahoogroups.co.uk). Ambas oferecem respostas para perguntas frequentes, documentos importantes para download e links para outras páginas relevantes. A lista de discussão conta com mais de 700 inscritos dentre pós-graduandos, pesquisadores e diversos outros estudantes e profissionais que já residiram ou ainda residem no UK. Eles poderão ajudar a esclarecer as dúvidas que não forem sanadas por este manual.

Para os marinheiros de primeira viagem, acreditamos que as informações aqui disponibilizadas serão bastante úteis. No entanto, existem muitas coisas ainda que você terá de descobrir sozinho: a comida, o sotaque das diferentes regiões, a importância da previsão do tempo… Aproveite a oportunidade para explorar os contrastes culturais. Temos certeza de que sua visão de nosso país será muito enriquecida após essa experiência. Esperamos que sua permanência no UK seja proveitosa e agradável.[2]

Boa sorte!

1.2. Mensagem da Diretoria 2012/2013

O Manual de Sobrevivência na Ilha tem uma história. A ideia da ABEP-UK de compilar o maior número de informações possíveis para ajudar os brasileiros que decidem se aventurar nos estudos no Reino Unido data da Gestão 1984/1985, que elaborou a primeira versão do manual. Desde então, houveram atualizações nas Gestões 1988/1989, 1992 /1993 e 2001/2002. A atual versão (2013) baseia-se nas anteriores, porém, devido ao lapso de 11 anos desde a última atualização, nós tivemos que praticamente criar um novo manual. Além disso, as versões anteriores focavam exclusivamente na Grã Bretanha (que inclui todos os países do Reino Unido com exceção da Irlanda do Norte) e, dentro da Grã Bretanha, quase que exclusivamente em London. Nós tentamos expandir este escopo na medida do possível. Foram mantidos alguns tópicos e informações, mas adicionamos outros assuntos que não estavam presentes nas versões anteriores. Isto se deve ao fato de que muitas coisas mudaram no Reino Unido e no mundo nesse período, principalmente no Brasil, que passou e tem passado por grandes mudanças políticas, econômicas e sociais que propiciaram melhores condições de vida e oportunidades para os cidadãos brasileiros. Uma delas certamente é o incentivo à pesquisa e internacionalização da ciência no Brasil, que tem aberto portas para estudantes e pesquisadores brasileiros em vários níveis universitários irem para as melhores universidades do mundo afim de se especializarem em suas áreas. Assim, nosso trabalho visuou não somente a atualização do manual mas também a necessidade de acrescentar conteúdo que se adequasse ao novo perfil do estudante e pesquisador brasileiro que vem realizar suas atividades no Reino Unido. O novo público é mais amplo do que o dos anos anteriores, está mais distribuído geograficamente e é mais variado em termos de idade, nível universitário e área de atuação.

Para atingir tal objetivo, realizamos um trabalho árduo de pesquisa em fontes variadas tais como outros manuais do gênero em inglês; sites de universidades; sites do governo britânico sobre saúde pública, segurança etc.; sites e materiais das principais empresas privadas responsáveis por serviços de necessidade básica para vida no UK; levantamento, comparação e estimativa de custos; dentre outras coisas. Principalmente, tentamos relatar nossas experiências do dia a dia, as quais não se encontram nesses documentos e que, no final, são o que fazem a diferença para quem não tem ideia do que vai encontrar pela frente, tornando o processo todo um caminho mais suave a ser percorrido.

Além de maiores oportunidades para estudantes e pesquisadores irem para o exterior, um outro lado positivo das mudanças é a criação de uma estrutura de apoio para receber essas pessoas de forma apropriada no país de destino. No momento, existe no UK uma atmosfera friendly para estudantes e pesquisadores brasilerios devido à posição econômica de prestígio que o Brasil tem gozado nos últimos anos, o que tem levado a um esforço por parte das instituições educacionais e governamentais britânicas a partilhar com o governo brasileiro algumas iniciativas para atender essa demanda. Nesse cenário de grandes mudanças, o papel da ABEP-UK tem sido fundamental. Ela estabelece um canal eficiente de diálogo entre a realidade e necessidades dos estudantes e pesquisadores brasileiros no Reino Unido e as instituições e autoridades britânicas e brasileiras, que são as esferas responsáveis pelas decisões que regem suas estadas neste país.

Assim, a ABEP-UK encontra-se à sua disposição de qualquer maneira que possa facilitar sua experiência no Reino Unido, desde mobilização política em prol dos interesses dos seus associados, passando pela organização de atividades culturais e acadêmicas, mas também pelo suporte emocional. Afinal, nenhuma preparação, por melhor que seja, consegue abarcar a dimensão da experiência de se morar e estudar no exterior. Se sentir deslocado e com saudade de casa faz parte do processo e não há motivos para se passar por tudo sozinho, principalmente quando muitos estão passando pela mesma situação que você.

No mais, esperamos que este manual lhe seja útil e que você tenha um ótima estada neste país tão cheio de experiências, lugares e pessoas maravilhosas.

Saudações,

Diretoria ABEP-UK

Gestão 2012/2013.[3]

Citação Bibliográfica:

ASSOCIAÇÃO DE BRASILEIROS ESTUDANTES DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISADORES NO REINO UNIDO. Manual de Sobrevivência na Ilha. Gestão 2012/2013. Londres: [s.n.], 2013.

Este material está protegido sob uma licença Creative Commons CC BY-NC-SA.

This work is licensed under the Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 3.0 Unported License. To view a copy of this license, visit http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/3.0/ or send a letter to Creative Commons, 444 Castro Street, Suite 900, Mountain View, California, 94041, USA.

 


[1] Nomenclatura oficial: Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte.

[2] Lembramos que este manual é apenas um documento para referência. As informações podem não estar completas e normas e valores mencionados podem ter sido alterados. A ABEP-UK não se responsibiliza por nenhum problema, em nenhuma circunstância, decorrente de informações presentes neste manual.

[3] A atualização e elaboração desta edição do manual foi realizada por Camila Condilo e Carolina Alves com revisão de Diego Scardone, Gabriel Silvestre e Martha Canfield.